6 de out de 2011

Manual de etiqueta no cinema ou "Boas maneiras para o bem coletivo no cinema:

Dica 1: Comer pipoca e afins é uma delícia...em casa (ou no multiplex em uma animação, até vai...). Muito incômodo ouvir mastigação alheia, latinha de refrigerante e todo o seu processo durante o filme.

Dica 2: Já não ficou claro que TODOS os celulares tem a função 'silencioso' e ela é para ser ativada durante a sessão de cinema, teatro etc? Pelo amor do pai! Atender telefone no meio do filme e dizer baixinho como se ninguém estivesse percebendo, não dá! "Não, posso falar sim. Diz!". Médicos e urgências são outro assunto. Mas acho que 1% de uma sala seja indispensável.


Dica 3: Conversar durante o filme. Péssimo! Um comentário aqui outro acolá não faz tão mal, mas de vez em NUNCA, né?! E quando em uma cena mais tensa, onde todos nós, no nosso âmago imaginamos que algo poderá acontecer nos próximos segundos (e isso diz respeito somente a nós mesmos e à nossa expectativa), externalizá-la com um “ixi”, “nó”, “iii” ou qualquer suspiro do tipo, é chato. Inconveniente!


Dica 4: Quase uma repetição da dica 1, mas vale-se pelo diferencial do barulho. Abrir pacotinho de bala, barrinha de cereal, chicletes, bombom. Pra quê? O bafo de fome naquele momento não vai incomodar mais que o tal barulho. Curar nervosismo de outros jeitos (ou fome) em outros momentos não é uma sugestão descabida. Não se morre por esperar algumas horinhas para se deliciar com alguma guloseima.


Dica 5: Beijar. Não foi não é e nunca será ruim. Mas se agarrar na sala do cinema freneticamente...humm...bola fora também, né? Demonstrações de carinhos são bem vindas e apreciáveis. Excessos são dispensáveis NESTE momento. Seja qual for o gênero do filme.


Essa partilha de opiniões é mais que um discurso de achismos. Ter bom senso é muito bem vindo e é muito ruim achar chato viver em coletivo, porque esse coletivo vive um individualismo sem tamanho. Atitudes como essa que já vi/ouvi (e tem mais casos aterrorizantes na lista) e imagino que muitos tenham passado algo parecido, me fazem ter desânimo de ir ao cinema, que é uma das coisas mais legais que existe.



Nenhum comentário: