19 de abr de 2007

Mas é preciso.
É preciso deixar o aviso, sempre...nunca é demais:
Cuidado comigo! Cuidado com as minhas estranhezas.
Cuidado que posso te fazer feliz.
Cuidado com a minha vulnerabilidade.
Cuidado com meus choros e meus gritos (silenciosos).
Cuidado com meu sorriso espontâneo.
Ligar. Desligar. Ligar. Ficar mudo.
Foi tudo um pedido de cuidado.


Nenhum comentário: