27 de nov de 2008

. (ou simplesmente ponto)

ponto. Aquele cd foi entregue ao seu destinatário. Com algumas músicas diferentes do original. Ao longo dos anos, algumas delas pertenceram a outros. Mas eis que finalmente chegou ao seu destino final. Imagino que aquelas canções não teriam dono melhor.

ponto. Foi bom e sempre será bom lembrar de você e daquelas músicas. Sempre teremos nosso ponto. Só não teremos, quando ‘passar do ponto’. Aí já queimou, já nos perdemos, já ficou largo ou apertado demais. Uma casa á frente ou um passo atrás. Quem há de saber?

ponto. Tudo que quis te falar, falei. Tudo que quis te falar, ficou engasgado. Tudo que eu quis te falar você fez que não ouviu. Tudo o que eu quis te falar, a gente se falou. Tudo que a gente quis se falar, sentimos.

ponto. Agora eu estou aqui e você aí. Cada um mais perto do outro. Não há de haver desligamento, falta de tato, de cheiro, de sussurro, de olhar. Não há. Porque o cd foi parar no destino certo, a palavra parou, o olhar nasceu, o sentimento eternizou.

ponto