24 de mai de 2007

Num domingo frio desses

Ao som de várias descobertas. Descobertas que acompanharam qualquer dor e alegria.

Cada tempo, uma trilha sonora. “O amor vindo de algum lugar” ou “O amor vindo de alguém” foi enredo de dúvidas e saudades.

Chuva varreu tudo pra lá. Fica no vento. Ele também te leva pra esse lugar.

Lugar presente. Lugar seu. Que depois pode não ser.

De todo aquele amor que estava atento, não sei onde foi parar. Era só pensamento vadio.

Clandestinidade afobada. Todos querendo ser uma outra coisa.

Em vão. Spartacus continua a embalar a doçura e a leveza que tanto busquei (e busco).

Entre linhas. Entre atos.

Entre tudo, isso!

Entre tudo, há.


Um comentário:

Dado disse...

Passarei sempre no seu cantinho. Beijos.