7 de ago de 2013

Existe aquela sensação. Aquele de chegar num lugar desconhecido, mas que você desejou estar. É sensação sensorial, é sentimento, é a maior sede do peixe, que o único que se quer é imergir, ainda que seja ficar quietinho, olhando o mar novo passar, estando nele. É acordar em outra cama, outro tempo, outro céu, as vezes, outra língua. A estranha sensação de ser estrangeiro de você mesmo. Só sabe o que é voltar quem já foi. E ir é bom

Nenhum comentário: