29 de nov de 2010

Lá se vai mais um...

...mais uns trezentos e sessenta e cinco dias. Para mim é cada vez mais impossível falar dos dias sem agradecê-los, lembrá-los como forma de fixar um sentimento latente e um sabor de SER. Dividir 24h do dia com alguém que lê, foi vivenciar uma cor, um gosto, um afago. Alguma vez algumas horas de um dia qualquer transformou-se em fogo. ou suspiro terno. Foi (ou é?) tempo de ver passos, ouvir o tic-tac bem lá de longe. E cá estamos, adentrando em mais um mar...parte de um oceano nosso...mais uma vez. 2010 começou em outras terras, com tantas línguas diferentes, em uníssono desejo de alegria. Era tanto coração, eram tantos corações eram tantas coisas. Foram tantas histórias...e estou aqui mais uma vez com ele, o coração, na mão, com algum batendo na garganta. Sem verbo exato. Dessas outras terras onde não me senti tão forasteira, foi possível VER a vibração. Dessa, seguiu-se o tempo. Fez-se um presente musicável. Fez-se mil presentes. E com mais um "Que seja..." vem todo o querer que os próximos trezentos e tantos dias, sejam presentes. E que neles, ou em alguns deles, estejamos. Que seja de afagos, sabores e claro...doce e leve! Que venha!

Nenhum comentário: