10 de jul de 2010

UM DIA FUI BRINCAR DE SER II

A vida é mesmo um estica-e-puxa. Para viver cada diazinho é preciso jogo de cintura. Ninguém te disse que seria fácil. Ninguém te deu manual de instruções, bula. Fomos arraigados de valores, discernimentos, parâmetros, para não cairmos "macio" nesse penhasco.

Cabe a nós, juntar esse adobe e usar ao longo das horas na nossa vida. Aprendemos diariamente o que é Ser.Vivemos, aprendemos (tem hora não), a dizer sim ou não, a ir ou recuar. E isso, meu amigo, parece que vai ser por todo o caminho.

Nessa altura, com tanta coisa ainda por vir (e que venham), já é possível olhar para o breve percursso percurrido e ver que Ser é realmente divino e difícil. E que o que foi, literalmente foi. Mas por essas coisas que já foram, dá para pegar um bocadinho para pensar. E que venham as músicas para trilhar, paisagens (des)toantes, sendo alento...companhia necessária. E água: para matar a sede na caminhada.

Nenhum comentário: