11 de fev de 2008

Evite o evitavel

Tem certas coisas que nem mesmo o mais sábio dos sábios e nem a pessoa mais resolvida do mundo, conseguem entender (ou se entender nas) às intemperies dessa vida mundana. Para ser mais precisa, dessa tal vida dos sentimentos (clan)destinos que insistem em bater na nossa porta/vida e dizer: “olá, cheguei”. É o tipo de ‘visita’ que não se espera.
Nunca estamos preparados para a avalanche (deliciosa) que irá acontecer nas nossas vidas.
Digo nossas, mesmo que essa avalanche venha, as vezes, só para uma das partes. Ainda sim existe sempre o rebote. Um punhado de cuidado aqui, outro punhado de desjuízo acolá. E lá vamos nós. A única dica é: evite as coisas evitavéis! Assim, a chance de uma das partes sairem machucadas é menor. - Cuidado menino. Se correr assim, vai acabar caindo! Os tombos são necessários, só não precisa fazer isso tão descabeçadamente...
Enfim, as avalanches somos nós. Somos nós que causamos e evitamos os feitos. Somos nós que damos vazão aos sentimentos. Que tranformamos invisibilidade em tato. Olhar em arrepio.
Somos nós os responsáveis pela morada.

3 comentários:

Mr. Ziggy disse...

O quão fantástica é a sua forma de enxergar e tornar arte o comportamento do ser humano diante dos acasos da vida. Concordo que somos responsáveis pelos nossos atos, que os sentimentos nos pegam de surpresa e que é bom correr riscos pra aprender a viver, a criar jogo de cintura. A partir do momento em que nos colocamos à disposição da vida, a AÇÃO e o SENTIR tornam-se inevitáveis, já que temos coração, olhos e pele.

Você me inspirou demais! E eu tô afinzaço de linkar-te em meu blog. Posso? Bjos!

Mr. Ziggy disse...

hahaha! eu sei que fui no blog de amigos da facul e visitei blos linkados nos blogs deles. daí cheguei aqui. hehehe! bjos

Dimitri disse...

de Tom Zé a Thom Yorke

olá, Maria Elisa.

quer ter a bondade de experimentar duas ou três canções aqui no provador?

talvez sejam o teu número.

todos desta no hay banda agradecem.

bom dia!

www.myspace.com/humdeabril

[ps: desculpe a intrusão. é que seu myspace não fala com estranhos... e que sorte a minha. assim li teu blog. ;]