28 de fev de 2006

Continuar sendo

Sou uma enxurrada de palavras...de imagens...de uis e ais...de caras e bocas.
Uma enxurrada de nada!
De dúvidas constantes...sou uma enxurrada inconstante!
Deságuo num rio...ou um rio deságua em mim?
Uma enxurrada passa e leva todo o nada,
me deixando cheia...cheia de coisas. Leva e traz!
E prefiro ser assim mesmo, pois sem essa intensidade de gotas
não saberia viver...e não seria eu!

Nenhum comentário: